10 vantagens do acabamento em gesso

Home  /  Blog  /  10 vantagens do acabamento em gesso

20 de outubro de 2018, Publicado por , em Blog,

No cenário atual da construção civil, o uso de gesso tem sido cada vez mais frequente em revestimentos, divisórias e rebaixamentos. Não é para menos, afinal, o gesso é um material extremamente versátil.

Venha conhecer melhor esse material tão popular e conferir quais são os principais pontos positivos do gesso.

 

1. É um material acessível e fácil de encontrar no mercado

Antes de nos aprofundarmos sobre as vantagens do gesso, que tal saber um pouco mais acerca das especificações técnicas desse material?

Bom, o gesso é um produto pulverulento, isto é, em pó. De coloração branca e espessura fina, ele é obtido a partir da calcinação da rocha gipsita. Por existirem muitas reservas de gipsita no Brasil, o gesso é encontrado com bastante facilidade em nosso país. Tanto que em qualquer loja de material de construção é possível achar gesso para comprar.

Vale destacar que, apesar de haver gipsita em grande quantidade por aqui, o aproveitamento do gesso no Brasil ainda é pequeno quando comparado a países como França, Estados Unidos, Espanha e Canadá. Ainda assim, a expectativa é de que a produção e a utilização de gesso aumente significativamente em terras brasileiras nos próximos anos.

 

2. Garante uma aplicação simples e rápida

Uma das principais vantagens de usar o gesso está na simplicidade de aplicação. Enquanto o reboco de cimento exige a sobreposição de duas ou três camadas até a finalização, a massa de gesso pode ser colocada em uma única etapa.

Após a aplicação, a sua aderência completa costuma ocorrer em apenas sete dias. O gesso tem propriedades aglomerantes, ou seja, depois de misturado com água, ele endurece em pouco tempo e adquire liga total em uma semana.

 

3. Traz economia de espaço durante a obra

Como o gesso envolve a utilização de um só insumo construtivo, o acabamento em gesso também exige menor área de estoque e mantém a obra organizada para uma reforma sem bagunça. Isso significa que o gesso contribui efetivamente na economia de espaço no decorrer da reforma ou construção.

 

4. É um material com ótima relação custo-benefício

Além da economia de tempo na aplicação e espaço no armazenamento, o gesso é um material quase três vezes mais acessível do que a soma de cimento, areia e cal utilizados no reboco tradicional. Na segunda opção, o custo da mão de obra pode ser ainda maior em função da complexidade do serviço.

Se você se preocupa com o rendimento, saiba que o trabalho com gesso também gera menor desperdício de material e, consequentemente, de dinheiro. Com aplicação única, o uso da massa é dosado em porções menores a fim de garantir um aproveitamento melhor.

5. O acabamento em gesso tem um belo efeito estético

Quem não abre mão da beleza pode ficar tranquilo ao optar pelo material no acabamento. Seja aplicado no teto do banheiro, nas sancas dos cômodos ou nas paredes da casa, o gesso é capaz de oferecer um efeito semelhante ao da massa corrida.

Como resultado dessa escolha, você terá uma superfície lisinha, branca e pronta para receber qualquer tinta. Se preferir um trabalho mais requintado, o gesso também é ideal porque permite ser moldado em diferentes composições e texturas. Para completar, o gesso combina com diferentes materiais de acabamento, a exemplo das cerâmicas, porcelanatos, vidros etc.

 

6. Contribui para um maior conforto térmico e acústico

O gesso ganha cada vez mais destaque como isolante térmico. Quando aplicado no acabamento de paredes e outras superfícies, mantém a temperatura interna regulada por mais tempo e isolada da externa.

Como se não bastasse essa vantagem, o material ainda pode melhorar a acústica dos ambientes quando usado no formato de placas recheadas com lã de vidro. Em formato de manta, essa lã tem como função barrar o som gerado em um local.

 

7. Auxilia na personalização de projetos

Além do formato em pó utilizado nos revestimentos, o gesso é encontrado em modelos de placas e acartonados pré-moldados para complementar a decoração dos ambientes.

Nas casas, esse tipo de acabamento pode ser utilizado a fim de esconder ferragens, tubulações e instalações elétricas e também para disfarçar vigas e outros elementos estruturais.

Com enorme potencial decorativo, esse material ganha destaque especial em projetos de iluminação diferenciada, já que permite direcionar a luz e oferece apoio para lâmpadas, spots e luminárias diversas.

Mesmo trazendo vantagens para inúmeros ambientes, o acabamento em gesso exige cuidado redobrado quando for selecionado para revestir áreas molhadas. Nesse caso, é essencial que a aplicação da massa seja complementada com aditivos à prova de umidade e finalizada com uma tinta impermeabilizante, a fim de assegurar a durabilidade da obra.

8. Aumenta a segurança da residência

O gesso também tem a vantagem de aumentar a segurança da casa por evitar a propagação de fogo. Só para ter ideia, em 1667 o Rei Luis XVI tornou obrigatória a utilização de gesso nas construções francesas.

Essa foi a medida de precaução que ele encontrou para evitar incêndios depois que as chamas devastaram Londres no ano anterior.

 

9. O material é moldável

O gesso é altamente moldável, característica que aumenta a sua versatilidade. Ele é usado para formar tetos de banheiros, sancas de salas de estar, adornos nos cômodos da casa, colunas etc.

Até mesmo em ambientes comerciais, consultórios e outros estabelecimentos, o gesso pode ser utilizado — em especial na construção de divisórias.

 

10. Você pode optar por diferentes tipos de gesso para finalidades distintas

Há quatro tipos básicos de gesso: gesso acartonado, gesso em pó, placas de gesso e blocos de gesso.

O gesso acartonado, também chamado de drywall, é o mais utilizado na construção civil. Ele serve para fazer forros, paredes e divisórias. A sua estrutura reúne chapas de gesso e aço galvanizado. Com os revestimentos adequados, ele é um eficaz isolante acústico e térmico.

 

O gesso em pó, por sua vez, é utilizado em pequenos reparos, como corrigir rachaduras superficiais ou tapar buracos. Já as placas de gesso convencionais são usadas em forros e os blocos são utilizados na construção de balcões, paredes e divisórias.

Os diferentes tipos de gesso apresentam também um enorme potencial decorativo. Prova disso são os atemporais rodatetos, também conhecidos como molduras de gesso.

 

O rodateto é um elemento estético tradicional no design de interiores. E não é para menos! Ele arremata o encontro da parede com o teto, tornando o acabamento mais bonito e elegante. O grande ponto positivo é que a moldura representa uma grande economia, se comparada com serviços mais elaborados em gesso, como as sancas rebaixadas.

Tags ,,,,,,,,,,,, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *